Fazer a diferença

16 dez 2013

{ Buffet }

Oi pessoal!

Bom, vamos começar a semana falando de um assunto que já queria ter falado por aqui há algum tempo.

Tenho observado por aí alguns profissionais (de todos os ramos do mercado de casamento) completamente  “engessados” – sabem daqueles que não se adequam às novidades que o mercado apresenta?! –  ou simplesmente que não se dispõem (de forma alguma) a inovar ou a “entrar de cabeça” com lindas e novas apresentações.

A impressão que tenho é que o “novo assusta” ou enfim, uma pena, mas por pura falta de boa vontade mesmo.

Isso é triste. Porque os noivos não ficam satisfeitos e os próprios fornecedores não se destacam como poderiam (sim, sem dúvida nenhuma poderiam) fazer.

Acredito que além de inovar, devemos sempre aprender a cada dia a tratar clientes e parceiros com respeito, amor, carinho e toda a atenção do mundo.

Que a virada do ano sirva para todos nós como um momento de reflexão para que possamos trazer mudanças positivas e evoluções em todos os sentidos. Crescer é sempre bom, não acham?!

Apenas para exemplificar – e inspirar – de uma forma incrível, trouxe imagens do Zest Buffet, que é um buffet super criativo de São Paulo, que me encantei desde a primeira vez que vi com a linda apresentação dos pratos.

Vamos ver?!

182 Fazer a diferença

153 Fazer a diferença

161 Fazer a diferença

17 Fazer a diferença

191 Fazer a diferença

132 Fazer a diferença

Amo as panelinhas para servir comidinhas nos Chás. Os drinks e sucos coloridos (com canudinhos ou não) também ficam incríveis:

110 Fazer a diferença

212 Fazer a diferença

72 Fazer a diferença

111 Fazer a diferença

92 Fazer a diferença

102 Fazer a diferença

122 Fazer a diferença

202 Fazer a diferença

222 Fazer a diferença

O mini hamburger gourmet para os Chás e pista de dança dos casamentos também é uma super ideia. Já mostramos algumas outras ideias por aqui, lembram?!

311 Fazer a diferença

42 Fazer a diferença

Fonte: Site do Buffet Zest|Cozinha Criativa

 

Fazer a diferença
Vote neste post!
2

2 Comentários

  1. Tarsila

    16 de dezembro de 2013 às 13:54

    Legal Natacha abordar esse tema…porque parece que ninguém está interessado em fazer algo para você do seu jeito, seja na decoração ou buffet. Lógico que esses profissionais tem uma noção de evento muito melhor que a gente(cliente), pois talvez o que as pessoas idealizam não funcionem na prática na hora do evento ao receber as pessoas e as necessidades dos convidados.
    Mas dar o print no documento pronto do computador tem sido o padrão dos profissionais que mexem com festa em Brasília. Fica-se 1h falando do que quer, como espera para receber um orçamento que em nada lembra do que foi conversado.
    Aqui em Brasília ou se faz uma festa de no mínimo 100 mil ou não se casa.

  2. Natacha

    16 de dezembro de 2013 às 14:02

    Oi Tarsila, pois é exatamente disso que estou falando. Tudo virou padrão, costumo chamar de “casamento em série”, todos iguais, copiados e …. absurdamente caros!
    Se não inovarmos com ideias, com a nossa criatividade e coragem de “peitar” o mercado ficamos da forma com que tudo nos é imposto e isso é triste.
    Tenho lutado muito para dar uma mudada nisso, da forma que posso e com os recursos que tenho.
    Mas se as noivas já tiverem a consciência do quanto é importante fazer um casamento que tenha a “cara delas” e de seus noivos já é um grande passo! Enorme, aliás! 😉
    Que venha um novo ano e se Deus quiser com mudanças de qualidade no atendimento e nesse modelo “robotizado” de casamento de Brasília!!!! =)
    Beijos e obrigada pelo comentário!

Deixe seu comentário

*